- Você vem amanhã? Vai ter Getúlio Abelha.
- Quem?
- Não conhece? Aquele da música Laricado.
- Não conheço. 


E essa foi a primeira vez que eu ouvi o nome de Getúlio Abelha e não fazia ideia do que me esperava.

Acabei indo. Era um pré-carnaval em um brechó aqui de Fortaleza. A festa não era estranha, nem tinha gente esquisita (quer dizer, algumas pessoas achariam que sim), mas tinha alguém notável: o artista convidado na festa, de cabelo vermelho, que cantava por cima das músicas e performava entre danças, caras e bocas... era ele, era o Getúlio Abelha.

No dia seguinte fui apresentado ao maravilhoso clipe da música Laricado, gravado no Mercado São Sebastião aqui em Fortaleza. Ah, Getúlio nasceu em Teresina e mora em Fortaleza desde 2012. 

 

Resumindo muito e de forma bem superficial, Getúlio Abelha é um cantor de Forró. Tem como forte influências bandas como Calcinha Preta, mas não fica só por aí. Ele traz em suas músicas/vídeos traços de psicodelia, tecnobrega, provocações, críticas e uma vibe totalmente despretensiosa de alguém que de fato está se divertindo e fazendo o que gosta. 

"Ai meu Deus, o meu filho de calcinha
Como é que eu vou explicar pras criancinhas?
Oh, my dad, você pare de frescura
E vá ensinar pra elas o que foi a ditadura."


Getúlio é um artista. É um artista do nosso tempo. Está aqui pertinho da gente e seria muito vacilo não parar um pouco pra curtir essa viagem.

Já pode ouvir no Spotify, assistir no Youtube e acompanhar suas lives no Instagram.

--

Cena pós-crédito

Em junho desse ano viralizou um vídeo do Getúlio cantando em uma praça de alimentação de um shopping aqui de Fortaleza. Ele estava lá de boa querendo apenas o seu lanche da tarde quando viu que estava rolando uma competição de karaokê valendo 50 conto pro vencedor. Ele só foi buscar o que era dele. 

Veja o vídeo aqui.

Alguém comentou: Por que esse vídeo tem fim? Eu também me pergunto.
 
Téo Brito é sócio da Printerama, VJ da MtéoV, designer e contra o futebol moderno.
instagram | twitter